Aliados Brasil Oficial - Unidos Pelo Brasil!

MENU
Logo
Quinta, 29 de julho de 2021
Publicidade
Publicidade

Coluna

Bolsonaro mira na esquerda corrupta

Ataque aos inimigos

129
Publicidade
Publicidade
Imagem de capa
A-
A+
Use este espaço apenas para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.
enviando

O Presidente Jair Bolsonaro partiu para uma dupla ofensiva. Resolveu ser mais duro nos ataques aos adversários (e inimigos) apontando-os como verdadeiros promotores da corrupção. Ao mesmo tempo, também iniciou uma  campanha sistemática e mais organizada das ações concretas de governo, com foco na melhoria da infraestrutura e da geração de empregos. O Presidente tem ciência de que o combate à  corrupção e a melhora da economia são as chaves fundamentais para conquistar a reeleição, reduzindo os desgastes de narrativa da “oposição” que vão se intensificar até outubro de 2022.

 

Bolsonaro tomou a decisão politicamente mais arriscada, mas que não poderia ser outra, do ponto de vista moral: confirmou que vetará o escroto Fundão Partidário de R$ 5,7 bilhões para 2022. O Presidente avaliou que o veto vai render voto, pois agrada à maioria do seu eleitorado consolidado, mesmo que provoque um desgaste com o Centrão (sua nada confiável base aliada, apenas confiável na prática do toma-lá-dá-cá, via clientelismo, patrimonialismo e corrupção). Bolsonaro já definiu como alvo o vice-presidente da Câmara, Marcelo Ramos (PL-AM), que vai “apanhar muito” como bode expiatório da manobra em favor do Fundão.  

 

Bolsonaro também pretende levar o Poder Supremo ao desgaste máximo perante a opinião pública. Por isso, vai intensificar o discurso em favor da aprovação do voto impresso pela urna eletrônica. Como membros do STF e do TSE são contra, eles se transformam em alvos naturais do discurso do Presidente e de seus seguidores, sobretudo nas redes sociais. Bolsonaro não está otimista em relação à aprovação da PEC 135 - que é sabotada por 11 grandes partidos. No entanto, vai levar ao extremo a tática de colocar dúvidas sobre a segurança do modelo de votação. Tal discurso inflama a maioria da população, e terá seu ápice nas manifestações de rua marcadas para 1 de agosto. O negócio é #VotoImpressoAuditávelJa

 

O Presidente também tem clara a importância de uma comunicação ativa em relação ao tema que causa desgaste internacional para o Brasil - e para ele também, em função da sistemática ação midiática esquerdista. A Amazônia recebe prioridade máxima. Além da operação militar de Garantia da Lei e da Ordem, sob coordenação do vice-Presidente Hamilton Mourão, Bolsonaro vai intensificar as visitas à região. Não foi à toa que o Presidente deu ontem uma “entrevista exclusiva” à Rádio Nacional - que foi veiculada em toda Rede Brasil e, claro, via internet, espaço no qual Bolsonaro tem mais desenvoltura. O principal anúncio foi o aumento do Bolsa Família para R$ 300 reais, junto com medidas que vão integrar, economicamente, a população indígena. É o tiro na narrativa ambientalóide...  

 

Pode anotar: Bolsonaro vai aumentar o tom contra a “esquerda corrupta”. A impunidade a favor de Lula é uma arma que se volta, popularmente, contra o Poder Supremo. O marketing Bolsonarista vai explorar essa fragilidade. Além disso, vêm aí uma série de operações da Polícia Federal contra as picaretagens cometidas por Estados e Municípios durante o pandemônio de Covid. São 77 frentes de investigação abertas e avançando. Muitos dos alvos naturais são corruptos profissionais que se opõem ao Presidente. Resumindo: muita gente vai chorar na hora que for obrigado a tomar a “vacina” PFVAC…

 

 

 



 

Jorge Serrão comenta como, apesar da oposição ter destruído a intenção de Jair Bolsonaro de defender medicamentos mais baratos e efetivos contra o COVID-19, o Presidente vira o jogo ao indicar senadores da CPI enrolados em corrupção. https://youtu.be/ELnlVcVlHa8

 

Anticorrupção - Jeno Oliveira foi exato no Twitte: “Bolsonaro se reelege com uma única pauta! A pauta anticorrupção! Por isso o establishment tenta desesperadamente colar a palavra corrupção em seu governo. Em tempos de monopólio da mídia isto era fácil executar. Hoje, não mais! Acabou a hegemonia. A internet democratizou o jogo!”

 

 

 



 

#3em1 @ArthurLira_ defende volta do semipresidencialismo a partir de 2026. Proposta é puro golpe contra @jairbolsonaro . @alertatotal analisa que Constituição de 88, feita para o Parlamentarismo, já inviabiliza o sistema Presidencialista. https://youtu.be/opS_SDn87G4

 

Nova Carta - O empresário Salim Mattar pegou na veia, no Twitter: “O debate sobre uma nova forma de poder seja semipresidencialismo, parlamentarismo ou a manutenção do presidencialismo deve passar por um debate sobre uma nova Constituição feita de maneira correta com a convocação de uma assembleia nacional constituinte exclusiva para este fim”.

 

Dialética do Togado Doido? - O hacker está preso por "invadir" o TSE. Barroso afirma que é impossível invadir o TSE. Então, a pergunta fatal: Por que o hacker está preso?

 

 

 

 

 

 

 

 

Adquira, também, o livro A ÚLTIMA MARCHA DA MAÇONARIA.

Para maiores informações clique aqui:

https://www.amazon.com.br/s?k=A+ULTIMA+MARCHA+DA+MA%C3%87ONARIA&__mk_pt_BR=%C3%85M%C3%85%C5%BD%C3%95%C3%91&ref=nb_sb_noss_2

Ave atque Vale! Fiquem com Deus. Nekan Adonai!

Jorge Serrão é Flamenguista. Editor-chefe do Alerta Total. Comentarista Político da Rede Jovem Pan.  A transcrição ou copia dos textos publicados neste blog é livre. Apenas solicitamos que a origem e a data original da publicação sejam identificadas. 

© Jorge Serrão. Edição do Blog Alerta Total de 20 de Julho de 2021.

Fonte/Créditos: https://www.alertatotal.net/2021/07/bolsonaro-mira-na-esquerda-corrupta.html?m=1

Créditos (Imagem de capa): www.alertatotal.net

Comentários: