Aliados Brasil Oficial - Unidos Pelo Brasil!

MENU
Logo
Domingo, 19 de setembro de 2021
Publicidade
Publicidade

Aconteceu

PL 399/15 (PL da Maconha) teve aprovação estreita na Comissão Especial da Câmara Federal

O tema da liberação das drogas tem avançado com novos adeptos e contornos

256
Publicidade
Publicidade
Imagem de capa
A-
A+
Use este espaço apenas para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.
enviando

Por Carlos Dias 

Com a aprovação por margem estreita do PL 399/15 na Comissão Especial da Câmara Federal, o tema da liberação das drogas tem avançado com novos adeptos e contornos. O assunto tornou-se pauta aos olhos de agentes financeiros e de investidores.

Importante notar que a economia é instrumento fundamental para o progresso e o desenvolvimento das nações. Entretanto, os recursos alocados devem responder antes à vocação e o sentido das sociedades para o bem. A ciência econômica tem campo de valor e baseia-se na ação humana.

A utilização de instrumentos econômicos, negando sua lógica da promoção do bem, é subversão da ordem natural para alienar o sentido daquilo que deve ser promovido e estimulado. Daqui a pouco vai ter IPO de “clínicas” de aborto!

Dados apontam que a exploração dessa atividade típica de marginais e, nesse contexto, não me refiro àquelas de uso medicinal comprovado, está migrando com robusteza para o mercado financeiro em função de legislações e regramentos de Estados tolerantes com a destruição de seu povo.

Precipitados e afoitos por dinheiro mensuram que esse mercado terá crescimento médio anual de 18% até 2030, movimentando algo que pode superar os US$ 120 bilhões nesse período.

O governo federal deveria combater de frente o conjunto de fundos de investimento que têm surgido para ampliação e financiamento do mercado do vício e da esquizofrenia comprovados.

Espera-se urgentemente medida governamental de taxação tanto dos fundos quanto de seus aplicadores para inibir o avanço do consumo pessoal e da produção industrial da maconha.

Tempos sombrios, caros leitores!

Fonte/Créditos: Terça Livre

Créditos (Imagem de capa): PetrP / Shutterstock.com

Comentários: