Aliados Brasil Oficial - Unidos Pelo Brasil!

Notícias Saúde

OMS quer renomear varíola dos macacos porque nome é ‘discriminatório’ à África

‘Necessidade urgente’ foi proposta por mais de 30 pesquisadores, que também alegam preconceito contra homens gays

OMS quer renomear varíola dos macacos porque nome é ‘discriminatório’ à África
IMPRIMIR
Use este espaço apenas para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.
enviando

A Organização Mundial da Saúde (OMS) deve renomear “o mais rápido possível” a varíola dos macacos. Isso porque, segundo a entidade, aquele nome é racista e discriminatório contra a África.

Mais de 30 pesquisadores assinaram um documento em que afirmam que havia uma “necessidade urgente” de mudar o nome da doença, que atingiu principalmente homens gays e bissexuais, informou, nesta quarta-feira, 15, o Daily Mail. Eles escreveram o seguinte: “A nomenclatura desse vírus africano não é apenas imprecisa, mas também discriminatória e estigmatizante”.

“Outros grupos alertaram para o estigma na comunicação sobre a varíola”, informou a Bloomberg. “No fim de maio, a Associação de Imprensa Estrangeira da África pediu à mídia ocidental que parasse de usar as fotos de pessoas negras. Como qualquer outra doença, a varíola pode ocorrer em outras regiões do mundo e afligir qualquer pessoa, independentemente de raça ou etnia.”

Tedros Adhanom, diretor-geral da OMS, confirmou que o vírus será renomeado. “A organização está trabalhando com parceiros e especialistas de todo o mundo na mudança do nome do vírus”, disse o etíope. “Faremos o anúncio do novo nome o mais rápido possível.”

O vírus é endêmico da África Central e Ocidental, mas está se espalhando para pelo menos 40 países. Os sintomas incluem febre, dor de cabeça intensa, dores musculares, dor nas costas, baixa energia e erupção cutânea. “As lesões podem ser planas ou ligeiramente inchadas, preenchidas com fluido claro ou amarelado, e podem então criar crostas, secar e cair”, explica a OMS. “O número de lesões em uma pessoa pode variar de alguns a vários milhares. De maneira geral, elas se concentram no rosto, na palma das mãos e na sola dos pés, mas podem se espalhar para a boca, para os genitais e para os olhos.”

FONTE/CRÉDITOS: REVISTA OESTE
Comentários:

Veja também

Crie sua conta e confira as vantagens do Portal

Você pode ler matérias exclusivas, anunciar classificados e muito mais!

Envie sua mensagem, estaremos respondendo assim que possível ; )