Aliados Brasil Oficial - Unidos Pelo Brasil!

Notícias COVID-19

Instituto de Saúde Italiano revisou os óbitos por COVID e descobriu que 97% das mortes não foram pelo vírus

Das 130.468 mortes oficialmente registradas como causadas pelo vírus chinês desde o início da pandemia, apenas 3.783 são exclusivas pelo vírus

Instituto de Saúde Italiano revisou os óbitos por COVID e descobriu que 97% das mortes não foram pelo vírus
IMPRIMIR
Use este espaço apenas para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.
enviando

O jornal italiano Il Tempo noticiou que o Instituto de Saúde Italiano confirmou oficialmente que menos de 4.000 pessoas morreram de COVID , e não as 130.000 que foram alegadas até agora e serviram para desencadear bloqueios, fechamentos de empresas, distanciamentos, máscaras e passaportes de vacinação em toda a Europa. Opa!

Das 130.468 mortes oficialmente registradas como causadas pelo vírus chinês desde o início da pandemia, apenas 3.783 são direta e exclusivamente atribuíveis ao vírus. Todos os outros italianos que perderam a vida tinham entre uma e cinco comorbidades existentes: eles estavam gravemente doentes por outras coisas. Dos mortos com mais de 67 anos, 7% tinham mais de três doenças fatais e 18% pelo menos duas. 65,8% dos italianos que morreram com o vírus, relata a saúde italiana, tinham pressão alta; 23,5%, demência; diabetes, 29,3%, e fibrilação atrial, 24,8%, aos quais devem ser adicionados 17,4% com problemas pulmonares, 16,3% com câncer terminal e 15,7% com doenças cardíacas. Em suma, a admissão do Instituto significa que as mortes direta e exclusivamente atribuíveis ao COVID representam um número menor do que o número de pessoas que morrem a cada ano de gripe.

FONTE/CRÉDITOS: Il tempo
Comentários:

Veja também

Crie sua conta e confira as vantagens do Portal

Você pode ler matérias exclusivas, anunciar classificados e muito mais!

Envie sua mensagem, estaremos respondendo assim que possível ; )