Aliados Brasil Oficial - Unidos Pelo Brasil!

Notícias Educação

Instituições federais não poderão exigir vacina para volta às aulas

'Cobrar a imunização seria uma forma indireta de torná-la compulsória', argumentou o ministério da Educação

Instituições federais não poderão exigir vacina para volta às aulas
IMPRIMIR
Use este espaço apenas para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.
enviando

As instituições federais de ensino não poderão cobrar a vacinação contra a covid-19 para restabelecer a volta das aulas presenciais.

A determinação foi publicada no Diário Oficial da União, nesta quinta-feira, 30, em um despacho do ministro da Educação, Milton Ribeiro.

A pasta orientou que em vez de cobrar a vacina, as instituições devem aplicar os protocolos sanitários para evitar o contágio.

“Não é possível às instituições federais de ensino o estabelecimento de exigência de vacinação contra a covid-19 como condicionante ao retorno das atividades educacionais presenciais”, escreveu o ministro.

Milton Ribeiro argumentou que cobrar a vacina para volta às aulas seria uma forma indireta de torná-la compulsória, o que, segundo ele, só pode ser feito por meio de lei.

“A exigência de comprovação de vacinação como meio indireto à indução da vacinação compulsória somente pode ser estabelecida por meio de lei, consoante o entendimento firmado pelo Supremo Tribunal Federal”, alegou o ministério.

 Leia na íntegra a Nota de esclarecimento - Passaporte de Vacinação

FONTE/CRÉDITOS: Ministério da educação/ Revista Oeste
Comentários:

Veja também

Crie sua conta e confira as vantagens do Portal

Você pode ler matérias exclusivas, anunciar classificados e muito mais!

Envie sua mensagem, estaremos respondendo assim que possível ; )