Aliados Brasil Oficial - Unidos Pelo Brasil!

MENU
Logo
Quinta, 29 de julho de 2021
Publicidade
Publicidade

Política

Evo Morales acusa Brasil de ‘golpe’ na Bolívia

Para o socialista, a CIA, esteve envolvida em sua saída do comando do país

475
Publicidade
Publicidade
Imagem de capa
A-
A+
Use este espaço apenas para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.
enviando

O ex-presidente da Bolívia, Evo Morales contou a um jornal argentino um suposto complô que envolve vários países aliados dos Estados Unidos. Para o socialista, a agência de inteligência americana, CIA, esteve envolvida em sua saída do comando do país, no que ele classificou como “golpe”. As acusações foram feitas pelo ditador há alguns dias. A entrevista completa foi publicada pelo jornal de esquerda Brasil de Fato.

O socialista aproveitou para atacar diversos países e políticos. Ele acusou frontalmente o social democrata Maurício Macri, ex-presidente da Argentina, de intervir enviando balas de borracha para as forças policiais e militares na Bolívia.

Quanto ao Brasil, o ditador se limitou a falar que o “papel no golpe” será conhecido em breve, mas deu pistas sobre o suposto envolvimento brasileiro na história.

“Tenho certeza que a qualquer momento será revelado a forma como o Brasil contribuiu. O embaixador da União Europeia também interveio. Não posso acreditar: a Europa participando do golpe. Claro, eles não aceitam que os chamados ‘índios’ possam garantir a libertação do povo”, disse. 

Evo Morales disse ver como certa a participação de agentes americanos em sua saída do poder após vários anos, ligando ações e troca de informações entre agentes argentinos e a CIA.

O socialista também defendeu que Macri deve ser condenado para que nunca mais haja “golpes” como esse que o tirou do poder na Bolívia e para que o avanço na construção de uma América Plurinacional, com governos democráticos e movimentos populares, não pare.

Italo Lorenzon comentou a história contada por Evo Morales, que chegou a fazer alusão à sua origem indígena como sendo o motivo para sua derrubada do poder.

“É tudo um roteiro ruim de novela da Globo. Alguém imagina realmente o vilão da história? Ah, o embaixador do Brasil, o pessoal da União Europeia, os embaixadores da União Europeia, nos países da União Europeia, os Estados Unidos todos juntos, assim: ‘meu Deus um índio virou presidente da Bolívia. Não podemos permitir isso. Vamos travar um golpe contra ele.’ É tudo ruim, é todo um roteiro muito ruim”, ressaltou.

Fonte/Créditos: Terça Livre

Créditos (Imagem de capa): reprodução

Comentários: