Aliados Brasil Oficial - Unidos Pelo Brasil!

MENU
Logo
Domingo, 19 de setembro de 2021
Publicidade
Publicidade

Política

Embaixador da Venezuela afirma que Maduro continua financiando Cuba

"A pior sanção é a miserável ditadura de Maduro", disse Carlos Vecchio

172
Publicidade
Publicidade
Imagem de capa
A-
A+
Use este espaço apenas para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.
enviando

Na última terça-feira (27), Carlos Vecchio, embaixador da Venezuela nos Estados Unidos, usou as redes sociais para denunciar que o regime de Nicolás Maduro segue mandando milhões de dólares em petróleo para Cuba para financiar o regime socialista.

Além de sustentar o ditador cubano Miguel Díaz Canel, o financiamento também é direcionado para a repressão contra os milhares de cidadãos cubanos que reivindicam a liberdade.

– Enquanto o regime cubano reprime seu povo, o ditador Maduro continua enviando recursos para continuar sua repressão. Os carregamentos de petróleo enviados por Maduro a Cuba de janeiro a julho de 2021 totalizam 10,7 milhões de barris até o momento, o equivalente a 502 milhões de dólares – escreveu ele, no Twitter.

Ele destacou ainda que Maduro envia para Cuba os recursos que a Venezuela precisa. O diplomata do governo provisório do presidente Juan Guaidó também deixou claro mais uma vez que não são as sanções internacionais que estão causando a crise na Venezuela, mas, sim, a corrupção estabelecida por Maduro no país socialista.  

Segundo o embaixador, Maduro envia a Cuba cerca de 60 mil barris por dia de produtos (gasolina, diesel e óleo combustível). Desde 2020, Maduro enviou petróleo para Cuba mais do que o valor do ouro (da Venezuela) em Londres. Não são as sanções, é a ditadura ditadura de Maduro.

– Nosso país sem recursos, sem diesel, sem gás, e Maduro manda para Cuba o que a Venezuela precisa. Então eles dizem que são as sanções. A pior sanção é a miserável ditadura de Maduro. Criminosos duas vezes. Eles reprimem na Venezuela e ajudam na repressão em Cuba.    

 

Fonte/Créditos: Pleno News/ Terça Livre

Créditos (Imagem de capa): reprodução

Comentários: