Aliados Brasil Oficial - Unidos Pelo Brasil!

Notícias Internacional

Embaixada dos EUA ordena evacuação de funcionários não essenciais e familiares de diplomatas da Ucrânia

As conversas do Secretário de Estado Antony Blinken com o FM russo Sergey Lavrov em Genebra aparentemente não foram muito bem recebidas.

Embaixada dos EUA ordena evacuação de funcionários não essenciais e familiares de diplomatas da Ucrânia
IMPRIMIR
Use este espaço apenas para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.
enviando

O correspondente da Fox News no Pentágono informou no início do sábado que todos os familiares de funcionários da embaixada dos EUA em Kiev, na Ucrânia, receberam ordens de evacuar. “O Departamento de Estado ordena que as famílias do pessoal da embaixada dos EUA na Ucrânia comecem a evacuar o país já na segunda-feira: funcionários dos EUA”,  relata Lucas Tomlinson, da Fox .

Surgiu na sexta-feira que o governo Biden estava  ponderando um plano  para evacuar os membros da família dos diplomatas da Ucrânia como uma  "medida de precaução"  em meio à crise contínua em que Washington previu algum nível de ofensiva russa na fronteira com a Ucrânia. 

Não está claro se isso significa que a inteligência dos EUA captou uma nova “ameaça” específica da Rússia perto das fronteiras da Ucrânia. 

Como Tomlinson relata ainda, caças russos na sexta-feira a sábado começaram a chegar na vizinha Bielorrússia, com autoridades dos EUA expressando alarme de que a capital da Ucrânia está  “agora na mira” . CNN e  The Guardian  também estão relatando  no início de sábado : 

A embaixada dos EUA na Ucrânia solicitou  a evacuação de todos os funcionários não essenciais  em meio a crescentes temores de uma iminente invasão russa e da chegada durante a noite de entregas de armas prometidas pelo presidente Joe Biden, de acordo com uma reportagem da CNN.

As evacuações dos EUA provavelmente começarão  “na próxima semana” , disse a rede de notícias a cabo dos EUA, citando uma fonte próxima ao governo ucraniano. Isso marca a mudança de foco da embaixada para “ajudar a Ucrânia a reforçar suas defesas diante da crescente agressão russa”.

Ao mesmo tempo, a embaixada da Rússia em Washington DC tem apelado ao Ocidente para  “acabar com a histeria”  – assegurando que não há planos para invadir a Ucrânia. No início da semana, publicou uma mensagem no Twitter, dizendo: “ Enfatizamos mais uma vez: a Rússia não vai atacar ninguém . A prática de mover tropas em nosso próprio solo é um direito soberano.”

Durante as conversas em Genebra na sexta-feira entre Antony Blinken e o FM russo Sergey Lavrov, parecia haver sinais positivos de que o diálogo estava se abrindo para a desescalada. Logo depois, a Embaixada dos EUA em Kiev postou fotos de carregamentos recém-chegados de ajuda letal fornecida pelos americanos para as forças ucranianas. 


Comentários:

Veja também

Crie sua conta e confira as vantagens do Portal

Você pode ler matérias exclusivas, anunciar classificados e muito mais!

Envie sua mensagem, estaremos respondendo assim que possível ; )