Aliados Brasil Oficial - Unidos Pelo Brasil!

Notícias Política

Eduardo Leite diz que desiste da candidatura e apoia João Doria

'Ouvi do ex-governador João Doria que ele não abre mão de ser o candidato do PSDB à Presidência da República', disse

Eduardo Leite diz que desiste da candidatura e apoia João Doria
IMPRIMIR
Use este espaço apenas para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.
enviando

O ex-governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite, divulgou uma carta nesta sexta-feira, 22, defendendo que o PSDB “deve ter candidato a presidente e liderar o centro democrático”. “Hoje este nome é João Doria, por decisão dele e das prévias – das quais nunca se buscou tirar legitimidade”, afirmou.

Leite disputou as prévias com o ex-governador de São Paulo e, mesmo após sair derrotado, continuou fazendo viagens pelo país e se encontrando com políticos e autoridades. O gaúcho, inclusive, indicou disposição em ser vice em eventual chapa encabeçada pela senadora Simone Tebet (MDB).

“Se eu quisesse apenas ser candidato a presidente da República, como uma ideia fixa acima de tudo e de todos, eu teria trocado de partido e isso estaria decidido, não importando as consequências. Mas não foi o que eu fiz”, escreveu o ex-governador gaúcho.

Eduardo Leite disse que na última terça-feira, 19, por ideia e iniciativa dele, foi ao encontro de Doria “para dizer que não faz sentido querer que partidos superem suas diferenças se, dentro do PSDB, não superarmos as nossas”.

“Ouvi do ex-governador João Doria que ele não abre mão de ser o candidato do PSDB à Presidência da República. Ele tem este direito e esta legitimidade, vencedor das prévias que foi. E ele ouviu de mim que não serei eu, que tanto prezo o diálogo democrático, que criarei entrave de qualquer natureza para tirar dele a vontade e o direito que tem.”

Segundo Leite, ele não renunciou ao governo do Rio Grande do Sul para dividir o partido, mas “para somar”. “O PSDB é a verdadeira essência de um centro democrático que harmoniza a esquerda e a direita, a economia e o social, o desenvolvimento e o combate às desigualdades.”

“Assim, me coloco ao lado do meu partido e desta candidatura, na expectativa de que a união do PSDB contribua com aguardada unificação dos atores políticos do centro daqui até a eleição de outubro”, declarou.

Os tucanos fazem parte da chamada “terceira via”. O grupo que também conta com MDB, Cidadania e União Brasil promete apresentar um candidato único em 18 de maio.

Na carta, o gaúcho, no entanto, afirma que não vai deixar de percorrer o Brasil. “Continuarei andando e conversando pelo país para mostrar o que fizemos no Rio Grande do Sul, como um exemplo do que é possível e deve ser feito no Brasil”. “Contem comigo para sermos um só PSDB.”

Doria responde a Leite

Logo depois da divulgação da carta de Eduardo Leite, a assessoria de comunicação de João Doria divulgou carta em resposta ao gesto do tucano. “É com otimismo que recebo a manifestação pública do ex- governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite, uma expressiva liderança do nosso partido.”

Segundo ele, gesto de reconhecimento do resultado das prévias e pela candidatura única do PSDB para a Presidência da República é prova de “coerência e bom senso”.

“Finalmente, foram superadas todas as divergências internas, corroborando com o resultado e a legitimidade das prévias que mobilizaram mais de 44 mil eleitores tucanos. É um gesto honrado, democrático e elogiável”, escreveu.

Doria finalizou: “Juntos vamos construir uma candidatura forte do centro democrático, ao lado do MDB, União Brasil e Cidadania por um país mais justo, solidário e pacificado. É hora de união contra a polarização que nos afoga”.

Comentários:

Veja também

Crie sua conta e confira as vantagens do Portal

Você pode ler matérias exclusivas, anunciar classificados e muito mais!

Envie sua mensagem, estaremos respondendo assim que possível ; )