Aliados Brasil Oficial - Unidos Pelo Brasil!

MENU
Logo
Domingo, 19 de setembro de 2021
Publicidade
Publicidade

Política

Doria é cobrado sobre multa para líder do MBL sem máscara

Opositores autuados pelo governador questionaram parcialidade do tucano

226
Publicidade
Publicidade
Imagem de capa
A-
A+
Use este espaço apenas para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.
enviando

O governador de São Paulo João Doria está sendo cobrado nas redes sociais sobre a aplicação de multas a lideranças políticas que não usaram máscara durante a manifestação deste domingo (12), na Avenida Paulista, convocada pelo Movimento Brasil Livre (MBL). Isto porque o governador tucano multou 14 autoridades que participaram do ato a favor do presidente Jair Bolsonaro, no dia 7 de setembro, pelo mesmo motivo.

Curiosamente, João Doria participou das manifestações deste domingo. O governo de São Paulo ainda não anunciou se foram aplicadas multas nos protestos convocados pela “terceira via”, da qual Doria faz parte.

A deputada federal Carla Zambelli (PSL-SP) foi uma das punidas por Doria.

– Dia 07/09 usei máscara o tempo todo e retirei para discursar, como fizeram TODOS os participantes do ato de hoje. Mas fui multada por João Doria, simplesmente por estarmos em lados opostos da política. E, aí, a imprensa vai dizer algo sobre isso? – escreveu Zambelli, usando uma foto em que o governador abraça Renan Santos, líder do MBL, que está sem máscara.

O ministro das Comunicações, Fábio Faria, também questionou.

– Será que o Doria vai multar a “multidão” (contém ironia) que estava com ele ontem no palanque, sem máscara, ou ele só multa bolsonaristas? – escreveu.

O deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) citou a “hipocrisia” do ato convocado em meio à pandemia.

– Cadê o “fique em casa”. Não era pelas vidas, as +500.000 mortes? O locutor ao lado sem máscara. Cadê a multa? Calça apertada é o de menos. Essa hipocrisia enoja seus desempregados – disparou.

Comentários: