Aliados Brasil Oficial - Unidos Pelo Brasil!

Notícias Últimas Notícias

Desespero em Brasília, por causa de Nota Técnica Do Min. da saúde que defende a EFICÁCIA da Hidroxicloroquina

Secretário da (SCTIE), Hélio Agotti Neto, defende a eficácia do Kit COVID

Desespero em Brasília, por causa de Nota Técnica Do Min. da saúde que defende a EFICÁCIA da Hidroxicloroquina
Foto: Reprodução - Facebook
IMPRIMIR
Use este espaço apenas para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.
enviando

Em Brasília, o desespero é generalizado em meio aos negacionistas da verdadeira ciência, pois o secretário de Ciência, Tecnologia, Inovação e Insumos Estratégicos em Saúde do Ministério da Saúde (SCTIE), Hélio Angotti Neto, elaborou uma nota técnica, onde cita mais de SETENTA publicações e artigos em revistas científicas, que comprovam a eficácia dos tratamentos com os medicamentos do KIT COVID, que tem salvado vidas desde os primeiros meses dessa "pandemia" e que foram politizados por aqueles que fizeram de tudo para que essa doença oriental prosperasse no Brasil e no mundo, destruindo economias, gerando pobreza, medo, controle social e tirania.

 

Políticos, médicos, cientistas e jornalistas, todos de esquerda, que defenderam o protocolo Mandeta do "fique em casa e só procure um hospital quando estiver com falta de ar", para morrerem negligenciados, sozinhos, sem acompanhante, com governadores e prefeitos gastando fortunas e culpando o governo Bolsonaro, estão correndo loucamente para desacreditar a Nota Técnica do Secretário, os membros da Frente Parlamentar Observatório da Pandemia de Covid, falam em convidar, ou convocar Angotti Neto e Queiroga para prestarem esclarecimentos.

 

A senadora Simone Tebet, pré candidata a presidência pelo MDB, falou que " não havendo resposta satisfatória, inclusive em relação a essa Nota Técnica do Ministério sobre eficácia do kit covid e das vacinas, nós possamos sim, se houver consenso dos colegas, abrir uma nova CPI." . 

 

São quarenta e cinco páginas com análises sobre o que ocorreu com a Hidroxicloroquina, observem os quadros a partir da página 24, denominado de AVALIAÇÃO TÉCNICA SOBRE O RELATÓRIO DE RECOMENDAÇÃO REFERENTE À CONSULTA PÚBLICA N° 90, PUBLICADA NO Diário Oficial da União DE 12/11/2021, mostram a disparidade entre o tratamento dado a esse medicamento, antigo e de baixo custo, e outros, novos e caros, como "vacinas" experimentais. http://conitec.gov.br/images/Audiencias_Publicas/Nota_tecnica_n2_2022_SCTIE-MS.pdf

 

No escopo da Nota Técnica, Hélio Angotti Neto cita vários grandes nomes da ciência, como Karl Popper, Sir William Osler, dentre outros, usa as palavras de Sir Austin Bradford Hill, um dos precursores da MEDICINA BASEADA EM EVIDÊNCIAS, para mostrar que a ciência é dinâmica.

"Todo trabalho científico é incompleto – seja ele observacional ou experimental. Todo trabalho científico é sujeito a ser prejudicado ou modificado pelo avanço do
conhecimento. Isso não nos confere a liberdade para ignorar o conhecimento que já possuímos, ou para protelar a ação que parece ser necessária em determinado momento (Hill, 1965)".

 

Assim como, a Dra. Mayra Pinheiro, certamente, o também Dr. Hélio Angotti Neto, será chamado de Capitão Cloroquina, agora, teremos dois Capitães e uma Capitã Cloroquina, um ótimo time em defesa da vida, da verdade e da verdadeira ciência.

 

Prof. Dr. Hélio Angotti Neto, é graduado em Medicina pela Universidade Federal do Espírito Santo (UFES/2003, CRM-ES 7517). Concluiu residência médica em Oftalmologia pela Universidade de São Paulo (USP) em 2006, ano no qual foi preceptor do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da US. Especialista em Oftalmologia pelo Conselho Brasileiro de Oftalmologia. Doutor em Ciências Médicas - Oftalmologia - pela Universidade de São Paulo (USP) em 2011. É membro do Conselho Brasileiro de Oftalmologia, do Center for Bioethics and Human Dignity na qualidade de Global Scholar ligado à Global Bioethics Education Initiative em 2016 e da Associação Brasileira de Clínica Médica na qualidade de Presidente do Capítulo de História da Medicina (Triênio 2018-2020 e Triênio 2021-2023). Membro da Comissão Nacional Pró-SUS e da Comissão de Educação Médica do Conselho Federal de Medicina desde janeiro de 2020. Criou e coordenou o Seminário de Filosofia Aplicada à Medicina e foi professor do Curso de Medicina do Centro Universitário do Espírito Santo (UNESC) de 2011 a 2018, sendo Coordenador de Curso de julho de 2012 a dezembro de 2018. Foi membro do Comitê de Ética em Pesquisa do UNESC, em Colatina, Espírito Santo. Diretor Editorial da Revista Mirabilia Medicinae (suplemento em Humanidades Médicas da Mirabilia), sediada no Instituto de Estudos Medievais, vinculado à Universidade Autônoma de Barcelona. Áreas de Interesse: Pesquisa em Ciências Médicas, Órbita, Retina, Catarata, Neuro-Oftalmologia, Filosofia da Medicina, Educação Médica, Humanidades Médicas e Bioética. Publicou diversos livros, artigos e capítulos de livro nas áreas de Oftalmologia, Bioética, Ética Médica, Educação Médica, Humanidades Médicas e Crítica Cultural. Membro da Comissão de Avaliadores do SAEME - ABEM / CFM (desde 2016). Também é membro Titular da Comissão Nacional de Incorporação de Tecnologias no SUS. É professor da Uninove e atende no Hospital Oftalmológico de Brasília e membro efetivo da Câmara Técnica de Bioética do Conselho Federal de Medicina. Foi Diretor do Departamento de Gestão da Educação na Saúde e de Secretário Substituto da Secretaria de Gestão do Trabalho e da Educação na Saúde do Ministério da Saúde, de onde saiu para assumir o cargo de Secretário de Ciência, Tecnologia, Inovação e Insumos Estratégicos em Saúde, que atualmente ocupa no Ministério da Saúde.

Comentários:

Veja também

Crie sua conta e confira as vantagens do Portal

Você pode ler matérias exclusivas, anunciar classificados e muito mais!

Envie sua mensagem, estaremos respondendo assim que possível ; )