Aliados Brasil Oficial - Unidos Pelo Brasil!

MENU
Logo
Quinta, 29 de julho de 2021
Publicidade
Publicidade

COVID-19

Dados do Reino Unido:Pessoas vacinadas tem três vezes mais chance de morrerem de variante delta do que as não vacinadas

Segundo o estudo a taxa de mortalidade entre os vacinados é de 0,26%. enquanto a de não vacinados é de 0,08%.

5304
Publicidade
Publicidade
Imagem de capa
A-
A+
Use este espaço apenas para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.
enviando

Um relatório publicado na sexta-feira pela agência governamental do Reino Unido, Public Health England, revela que indivíduos que receberam a vacina contra COVID-19 têm três vezes mais probabilidade de morrer da variante Delta do que pessoas não vacinadas.

Um resumo intitulado “Variantes do SARS-CoV-2 preocupantes e variantes sob investigação na Inglaterra” examinou todas as variantes atualmente conhecidas do COVID-19.

Em relação à variante mais perigosa, o Delta, o governo do Reino Unido admite que as pessoas vacinadas têm 3,25 vezes mais probabilidade de morrer do que aquelas que não realizaram a injeção experimental.

De um total de 117 mortes ocorridas dentro de 28 dias após a infecção, 44 ​​deles eram indivíduos não vacinados.

Os gráficos mostram que um dos falecidos recebeu a primeira dose da vacina em até 21 dias antes da morte e 19 deles receberam uma dose da vacina mais de 21 dias antes de falecer.


50 pessoas que morreram da variante Delta tomaram ambas as doses da vacina COVID-19.

No total, 70 dos 27.192 indivíduos vacinados no estudo morreram, o que representa uma taxa de mortalidade de 0,26%.

Enquanto isso, 44 ​​das 53.822 pessoas não vacinadas  morreram, resultando em uma mortalidade de 0,08%.

Um artigo do Wall Street Journal publicado na sexta-feira mostrando resultados preliminares por autoridades de saúde israelenses revelou que mais da metade dos adultos infectados em um surto da variante Delta em Israel receberam a vacina.

“Cerca de metade dos adultos infectados em um surto da variante Delta da Covid-19 em Israel foram totalmente inoculados com a vacina da Pfizer Inc.”, escreve WSJ .

Usando os gráficos do governo do Reino Unido acima para referência, pode-se inferir que adultos israelenses infectados com a variante Delta que receberam uma dose da vacina COVID-19 seriam num gráfico um número maior que 50%

Portanto, mais uma vez, a variante Delta é mais perigosa para pessoas vacinadas.

Claro, a mídia convencional está ignorando esses dados e, em vez disso, eles estão alegando que a variante Delta é uma ameaça para pessoas não vacinadas e que as vacinas COVID-19 protegem contra ela .

 

Leia também:

O principal virologista indiano afirma que a China estava pronta com a vacina COVID-19 mesmo antes da pandemia

BOMBA: Eles confiaram nas vacinas chinesas. Agora eles estão lutando contra surtos de Covid-19.

Vacinas: onde há riscos deve haver escolha

Médico pró-vacina alerta: “Cometemos um grande erro”

GENOCÍDIO MUNDIAL: 13.867 mortos e 1.354.336 lesões provocadas pela vacinação afirma relatório da Eudra Vigilance

Dr. Zelenko: "A obrigação de vacinas para Covid em crianças é uma experimentação humana e um crime contra a humanidade"

 

Comentários: