Aliados Brasil Oficial - Unidos Pelo Brasil!

Notícias Últimas Notícias

Dados de Saúde Pública da Escócia mostram que as vacinas Covid-19 aumentam os riscos da doença

Atualização mostra que os riscos de infecção, hospitalização e morte são maiores entre os inoculados

Dados de Saúde Pública da Escócia mostram que as vacinas Covid-19 aumentam os riscos da doença
Reprodução PHS
IMPRIMIR
Use este espaço apenas para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.
enviando

Os últimos dados de Saúde Pública publicados no Reino Unido confirmam que a população duplamente vacinada tem maior probabilidade de contrair Covid-19, maior probabilidade de ser hospitalizada com Covid-19 e maior probabilidade de morrer devido a Covid-19 do que a população não vacinada , apesar do imunizante supostamente reduzirem o risco de hospitalização e morte em até 95%.

A Public Health Scotland (PHS) publica um relatório estatístico semanal do Covid-19 contendo dados sobre casos, hospitalizações e mortes do Covid-19 durante um período de quatro semanas, e seu último relatório confirma que as vacinas Covid-19 não funcionam e pioram os receptores.

Durante meses, as autoridades usaram as taxas por 100.000 habitantes para justificar que as vacinas Covid-19 são eficazes, mas podemos garantir que agora não usarão mais essa métrica porque as taxas por 100.000 habitantes têm sido mais altas entre a população duplamente vacinada desde pelo menos meados de dezembro de 2021.

A tabela 14 do último relatório do PHS mostra o número de casos confirmados de Covid-19 por estado de vacinação entre 18 de dezembro de 2021 e 14 de janeiro de 2022, e a tabela mostra que os casos entre a população duplamente vacinada superam os casos entre a população não vacinada em aproximadamente 4 para 1.

Fonte - Página 38 do Relatório PHS

Mas a mesma tabela também mostra que a taxa de casos Covid-19 padronizada por idade por 100.000 indivíduos duplamente vacinados também supera a taxa de casos entre a população não vacinada em aproximadamente 2,5 para 1.

Desde pelo menos 18 de dezembro, a taxa de casos por 100.000 indivíduos duplamente vacinados tem sido pelo menos o dobro da taxa de casos entre indivíduos não vacinados. Isso não apenas sugere que as vacinas Covid-19 são ineficazes na prevenção de infecção ou transmissão, mas na verdade sugere que as vacinas Covid-19 tornam os receptores duas vezes mais propensos a serem infectados ou transmitirem Covid-19.

 

A taxa média de casos de Covid-19 padronizada por idade foi de 708,84 por 100.000 indivíduos entre a população não vacinada entre 18 de dezembro de 21 e 14 de janeiro de 22. Mas a taxa média de casos entre a população vacinada com duas doses foi de 1.791,1 por 100.000 durante o mesmo período.

A tabela 15 do último relatório do PHS mostra o número de internações confirmadas por Covid-19 por estado vacinal entre 18 de dezembro de 2021 e 14 de janeiro de 2022, e a tabela mostra que a maioria das internações foi registrada entre a população duplamente vacinada.

Fonte - Página 44 Relatório PHS

A mesma tabela também mostra que a taxa de hospitalização de Covid-19 padronizada por idade por 100.000 indivíduos duplamente vacinados é maior do que a taxa de hospitalização entre a população não vacinada, e ela aumenta aau mesmo tempo que existe uma queda da imunidade daqueles que foram vacinados (ADE).


Desde 1º de janeiro, a taxa de hospitalização foi mais alta entre os duplamente vacinados, e a taxa média por 100.000 entre 18 de dezembro de 21 e 14 de 22 de janeiro equivale a 41,16 por 100 mil indivíduos não vacinados, mas 43,3 por 100 mil indivíduos duplamente vacinados. Ou seja, a população duplamente vacinada é estatisticamente mais propensa a ser hospitalizada com Covid-19 do que a população não vacinada, é claro pois hoje temos mais pessoas vacinadas que não vacinadas, porém, mostra que o imunizante é ineficaz.


Já na tabela 16 do último relatório do PHS podemos acompanhar o número de mortes confirmadas por Covid-19 por estado de vacinação entre 11 de dezembro de 2021 e 7 de janeiro de 2022,  a tabela mostra que as mortes entre a população duplamente vacinada superam as mortes entre a população não vacinada em aproximadamente 2,5 para 1.


A mesma tabela também mostra que a taxa de mortalidade por Covid-19 padronizada por idade por 100.000 indivíduos duplamente vacinados é maior do que a taxa de mortalidade entre a população não vacinada.

 

Desde pelo menos 11 de dezembro de 21, a taxa de mortalidade foi mais alta entre os vacinados duplos, com a semana que começou em 18 de dezembro vendo uma diferença tremenda.

Durante esta semana a população duplamente vacinada teve estatisticamente 4 vezes mais probabilidade de morrer de Covid-19 do que a população não vacinada.

 

A taxa média de mortalidade por Covid-19 padronizada por idade foi de 5,36 por 100.000 indivíduos entre a população não vacinada entre 11 de dezembro de 21 e 7 de janeiro.

 

Portanto, os dados mais recentes da Public Health Scotland confirmam com dados reais que as vacinas Covid-19 não apenas não funcionam, elas pioram o destinatário porque são muito mais propensos a pegar Covid-19, ser hospitalizado com Covid-19, e morrem de Covid-19 do que a população não vacinada.

FONTE/CRÉDITOS: The Exposé
Comentários:

Veja também

Crie sua conta e confira as vantagens do Portal

Você pode ler matérias exclusivas, anunciar classificados e muito mais!

Envie sua mensagem, estaremos respondendo assim que possível ; )