Aliados Brasil Oficial - Unidos Pelo Brasil!

MENU
Logo
Quinta, 29 de julho de 2021
Publicidade
Publicidade

Esportes

Copa América 2021 começa neste domingo, no Brasil, após politização

O primeiro jogo está marcado para começar neste domingo (13),  às 18h.

167
Publicidade
Publicidade
Imagem de capa
A-
A+
Use este espaço apenas para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.
enviando

A seleção brasileira de futebol não escapou da polarização política que o País vive, por conta de alguns. Após o anúncio do evento esportivo no Brasil, o campeonato  virou um palanque antecipado do debate político. Para os opositores do presidente Jair Bolsonaro,  o evento vai agravar a pandemia. Mas não custa lembrar e destacar que muitas competições esportivas são realizadas no país sem qualquer intercorrência significativa ligada à pandemia.

A oposição chamou o VAR e quem decidiu a partida foi o STF (Supremo Tribunal Federal), que o por 11 a 0, autorizou, na última quinta-feira (10), a realização da Copa América no país. O Supremo rejeitou três ações que buscavam impedir a realização do torneio de futebol.  

A Copa América 2021, está marcada para começar neste domingo (13),  às 18h, com a partida entre Brasil e Venezuela,  e, no SBT, com exclusividade na TV aberta, para todo o Brasil.

Neste sábado (12), o treinador Tite falou pela primeira vez sobre a polêmica que se instaurou no após o anúncio do da Copa América em terras brasileiras.

“O que eu digo é que organização foi atabalhoada. E não tem viés político nisso. O que tem é uma crítica direta à Conmebol e a quem decidiu da CBF para ser a Copa América aqui. Eu não tenho partido político nenhum. Sempre votei em pessoas e não em partido. Não tendo viés político, politizaram essa situação”, disse Tite, em coletiva de imprensa.

A Conmebol determinou várias regras de diagnóstico e testagem, além da concentração de equipes e jogadores em bolhas sanitárias de isolamento. 

“São medidas para cuidar da saúde dos membros da família do futebol, a fim de minimizar os riscos de contágio a um nível médico aceitável”, diz a confederação continental em comunicado.

“Em casos graves, as equipes serão objetivamente responsabilizadas pelo comportamento de seus jogadores e funcionários e estão sujeitas a sanções”, destaca o documento.

Veja a tabela de jogos da Copa América 2021:

Grupo B
Brasil x Venezuela — 13/6 às 18h, no Mané Garrincha (Brasília)
Colômbia x Equador — 13/6 às 21h, Arena Pantanal (Cuiabá)
Colômbia x Venezuela — 17/6 às 18h, Olímpico (Goiânia)
Brasil x Peru — 17/6, às 21h, Nilton Santos (Rio de Janeiro)
Venezuela x Equador — 20/6, às 18h, Nilton Santos (Rio de Janeiro)
Colômbia x Peru — 20/6 às 21h, Olímpico (Goiânia)
Equador x Peru — 23/6, às 18h, Olímpico (Goiânia)
Brasil x Colômbia — 23/6 às 21h, Nilton Santos (Rio de Janeiro)
Venezuela x Peru — 27/6 às 18h, Mané Garrincha (Brasília)
Brasil x Equador — 27/6, às 18h, Olímpico (Goiânia)

Grupo A
Argentina x Chile – 14/06 às 18h – Nilton Santos (Rio de Janeiro)
Paraguai x Bolívia – 14/06 às 21h – Olímpico (Goiânia)
Chile x Bolívia – 18/06 às 18h – Arena Pantanal (Cuiabá)
Argentina x Uruguai – 18/06 às 21h – Mané Garrincha (Brasília)
Uruguai x Chile – 21/06 às 18h – Arena Pantanal (Cuiabá)
Argentina x Paraguai – 21/06 às 21h – Mané Garrincha (Brasília)
Bolívia x Uruguai – 24/06 às 18h – Arena Pantanal (Cuiabá)
Chile x Paraguai – 24/06 às 21h – Mané Garrincha (Brasília)
Uruguai x Paraguai – 28/06, às 21h – Nilton Santos (Rio de Janeiro)
Bolívia x Argentina –  28/06, às 21h – Arena Pantanal (Cuiabá)

Quartas de final — sexta-feira, 2 de julho
18h – 2º do grupo B x 3º do grupo A, Olímpico (Goiânia) – jogo 21
21h – 1º do grupo B x 4º do grupo A, Nilton Santos (Engenhão, Rio de Janeiro – jogo 22

sábado, 3
18h – 2º do A x 3º do B, Mané Garrincha (Brasília) – jogo 23
22h – 1º do A x 4º do B, Olímpico (Goiânia) – jogo 24

Semifinal
Vencedor do jogo 22 x vencedor do jogo 21 – segunda-feira, 5, às 20h no Nilton Santos
Vencedor do jogo 23 x vencedor do jogo 24 – terça-feira, 6, às 22h, no Mané Garrincha

Disputa de 3º lugar
9 de julho, sexta-feira, 21h, no Mané Garrincha

Final
10 de julho, sábado, 21h, no Maracanã

Galeria dos Campeões

15 títulos — Uruguai
14 — Argentina
9 — Brasil
2 — Chile, Paraguai e Peru
1 — Bolívia e Colômbia
Nunca venceram — Equador e Venezuela

Fonte/Créditos: Gazeta Brasil

Créditos (Imagem de capa): Publicitários Criativos

Comentários: