Aliados Brasil Oficial - Unidos Pelo Brasil!

China condena cinco cristãos por participarem de culto na Malásia

Internacional

China condena cinco cristãos por participarem de culto na Malásia

Cristão presos compartilham o Evangelho com juiz durante julgamento.

IMPRIMIR
Use este espaço apenas para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.

Em 7 de janeiro, o tribunal da cidade de Fenyang, na província de Shanxi, na China, condenou cinco cristãos de uma igreja em Taiyuan a mais de seis meses de prisão. Eles foram presos e detidos por participarem de uma conferência cristã em 2020 na Malásia.

Zhang Ligong, foi condenado a seis meses, Wang Runyun e Wang Shiqiang foram condenados a sete meses e Zhang Yaowen e Song Shoushan da Igreja Reformada de Xuncheng foram condenados a oito meses.

De acordo com ICC, aqueles  sentenciados a seis meses serão soltos em 28 de janeiro, enquanto os outros serão soltos entre 28 de fevereiro e 28 de março. Seu caso foi aberto pela primeira vez em 28 de dezembro de 2021.

Seus advogados e familiares também compareceram ao julgamento, embora nenhum veredicto tenha sido anunciado. Eles compartilharam o Evangelho com o juiz durante o julgamento e deram a todos presentes a oportunidade de conhecer Deus.

Pequim tem sido cautelosa com a influência estrangeira desde que o presidente Xi Jinping chegou ao poder. Religiões que são vistas como estrangeiras, como o Islã e o Cristianismo, são tratadas com mais escrutínio e controle mais rigoroso.

Sob o mais recente marco legal, o intercâmbio e a comunicação entre igrejas chinesas e comunidades cristãs no exterior precisam ser pré-aprovados pelo governo.

Participe de nosso grupo no WhatsApp clicando neste link.

Entre em nosso canal no Telegram, clique neste link.

Comentários:

Crie sua conta e confira as vantagens do Portal

Você pode ler matérias exclusivas, anunciar classificados e muito mais!

Envie sua mensagem, estaremos respondendo assim que possível ; )