Aliados Brasil Oficial - Unidos Pelo Brasil!

Notícias COVID-19

Bolsonaro decide não vacinar filha e diz esperar que Judiciário não interfira

PT acionou o STF cobrando do governo um cronograma para imunizar crianças de 5 a 11 anos

Bolsonaro decide não vacinar filha e diz esperar que Judiciário não interfira
IMPRIMIR
Use este espaço apenas para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.
enviando

O presidente Jair Bolsonaro (PL) afirmou nesta segunda-feira, 27, que decidiu não vacinar a filha Laura, de 11 anos, contra a covid-19. O chefe do Executivo ainda disse esperar que não haja “interferência” do Judiciário.

A declaração foi dada em Santa Catarina, onde o presidente está de folga para passar o Réveillon. “Espero que não haja interferência do Judiciário. Espero. Porque minha filha não vai se vacinar. Deixar bem claro. Tem 11 anos de idade”.

Nas últimas semanas, Bolsonaro vinha dizendo que iria discutir com a primeira-dama Michelle se iria vacinar Laura.

Bolsonaro disse que ainda há “muita dúvida” no mundo inteiro sobre o tema, apesar de diversos países já imunizarem essa faixa etária. A vacinação desta faixa etária já acontece em países como Estados Unidos, França, China, Argentina e Alemanha.

Comentários:

Veja também

Crie sua conta e confira as vantagens do Portal

Você pode ler matérias exclusivas, anunciar classificados e muito mais!

Envie sua mensagem, estaremos respondendo assim que possível ; )