Aliados Brasil Oficial - Unidos Pelo Brasil!

Notícias COVID-19

Bolívia: Até 10 anos de cadeia para quem que não andar com o passaporte de vacina

A medida entra em vigor a partir do dia 1° de janeiro

Bolívia: Até 10 anos de cadeia para quem que não andar com o passaporte de vacina
IMPRIMIR
Use este espaço apenas para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.
enviando

O Governo da Bolívia tem ameaçou nesta segunda-feira punir com penas de até dez anos de prisão para quem não levar o certificado de vacinação contra COVID-19 para participar de eventos sociais ou entrar em certas instalações, que entrarão em vigor em 1 de Janeiro.

O vice-ministro da Defesa do Consumidor, Jorge Silva, destacou que a medida "não é brincadeira" e detalhou que quem não portar o documento e apresentar resultado positivo no COVID-19 poderá ser punido com base em crime de agressão ao público saúde ."Se eu não carregar, não mostro esses documentos e se eles me testarem e eu tiver COVID-19, estou atacando a saúde de outros usuários. Portanto, você pode fazer um julgamento por mim ", disse ele em declarações à televisão pública boliviana, coletadas pelo jornal 'El Deber'.

“Não é uma brincadeira, não é uma coisa que saiu e (...) quem quer cumpre e quem não quer não cumpre”, insistiu. O Decreto 4640 exige a apresentação do certificado de vacinação ou a apresentação de um PCR negativo para poder ter acesso a determinados espaços - como instituições públicas, entidades financeiras, religiosos ou centros comerciais - e para se deslocar entre departamentos.

Até o momento, mais de 3,5 milhões de pessoas têm o esquema vacinal completo na Bolívia, com quase meio milhão de cidadãos imunizados com a dose de reforço, segundo dados do Ministério da Saúde da Bolívia.

Comentários:

Veja também

Crie sua conta e confira as vantagens do Portal

Você pode ler matérias exclusivas, anunciar classificados e muito mais!

Envie sua mensagem, estaremos respondendo assim que possível ; )