Aliados Brasil Oficial - Unidos Pelo Brasil!

Notícias Aconteceu

Bebê de 8 meses com sintomas de gripe morre após receber injeção em hospital do Guarujá, 'não pode ficar impune', diz família

De acordo com a família, o bebê estava com uma “tossinha chata” e um pouco de catarro

Bebê de 8 meses com sintomas de gripe morre após receber injeção em hospital do Guarujá, 'não pode ficar impune', diz família
Foto: Arquivo Pessoal
IMPRIMIR
Use este espaço apenas para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.
enviando

De acordo com a família, o bebê estava com uma “tossinha chata” e um pouco de catarro e, portanto, decidiu levá-lo ao Centro Clínico Frei Galvão da Notredame Intermédica, que fica no distrito Vicente de Carvalho. 

O bebê, com sintomas de gripe foi levado para o hospital na sexta-feira (13), por volta de 15h, na  unidade de saúde em Guarujá, no litoral de São Paulo. 

A médica pediatra que atendeu o bebê pediu um exame de raios X e indicou a medicação com corticoide. Ao mesmo tempo, a família foi comunicada de que a unidade de Guarujá não dispõe de equipamento de raios X, apenas o centro clínico em Santos, cidade vizinha.

Segundo a família, a médica insistiu para que a medicação fosse aplicada em Guarujá e que o exame fosse feito posteriormente. Diante disso, a criança recebeu hidrocortisona intramuscular 100 mg na lateral da coxa.

Depois de receber medicação, indo embora para voltar para casa, já no estacionamento do hospital, o bebê começou a passar mal, quando desmaiou. Uma equipe médica tentou reanimá-lo, mas não teve sucesso e informou que o óbito, por volta das 17h, ocorreu por uma broncoaspiração do catarro [respirou a secreção e engasgou].

Uma equipe médica tentou reanimá-lo por 30 minutos antes de entuba-lo. A criança não resistiu.

De acordo com a família, a médica pediatra informou que a morte de Valentim aconteceu porque ele broncoaspirou catarro. "Isso não pode ficar impune. Sei que não trará o neném de volta, mas não podemos permitir que outras famílias passem por essa dor", desabafou Madalena Mazagão, tia do bebê.

O caso foi registrado como morte suspeita, súbita e sem causa determinante aparente na Delegacia de Polícia (DP) Sede de Guarujá na noite de sexta-feira. Estiveram no DP para prestar depoimento a família de Valentim e os profissionais da saúde envolvidos no atendimento.

Notredame Intermédica responde. Confira a íntegra:

"Paciente entrou na unidade com sintomas gripais, e com desconforto respiratório, para tratamento foi aplicado hidrocortisona, após medicação paciente saiu do local para realizar RX [exame de raios X]. A família retornou após 15 minutos com a criança com rebaixamento de consciência. Nesse momento a criança foi levada a sala de emergência, outra médica foi acionada para suporte, todos os procedimentos e protocolos necessários foram feitos, sem sucesso."

FONTE/CRÉDITOS: Gazeta Brasil/ Aliados Brasil Oficial
Comentários:

Veja também

Crie sua conta e confira as vantagens do Portal

Você pode ler matérias exclusivas, anunciar classificados e muito mais!

Envie sua mensagem, estaremos respondendo assim que possível ; )