Aliados Brasil Oficial - Unidos Pelo Brasil!

Notícias Política

André Mendonça afirma: “Não há hipótese de eu desistir de minha indicação”

O ex-ministro espera sua sabatina na CCJ no Senado há quase dois meses

André Mendonça afirma: “Não há hipótese de eu desistir de minha indicação”
reprodução
IMPRIMIR
Use este espaço apenas para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.
enviando

Em entrevista à CNN Brasil nesta quinta-feira (16), o ex-advogado-geral da União, André Mendonça, afirmou que “não há hipótese” de abrir mão de sua indicação ao Supremo Tribunal Federal (STF).

“Não há hipótese de eu desistir de minha indicação. Apenas quem não me conhece fala sobre isso. Sou resiliente e perseverante”,disse Mendonça.

O ex-ministro espera sua sabatina na CCJ (Comissão de Constituição e Justiça) no Senado há quase dois meses. O presidente do colegiado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), tem travado o processo de Mendonça na Casa.

Um grupo de evangélicos se reuniram com o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-RJ). Líderes evangélicos que participaram das duas conversas disseram que o compromisso de Pacheco foi o de destravar a sabatina até a próxima semana.

Ainda na quinta (16), os senadores (Alessandro Vieira e Jorge Kajuru) ingressaram com um mandado de segurança no Supremo para que Alcolumbre realize a sabatina, aliados de Mendonça passaram a trabalhar para que o colegiado se reúna antes de uma eventual decisão do STF.

Segundo Kajuru e Vieira, “não existe motivo republicano para esta conduta”. Ainda dizem que, pelo Supremo estar com um ministro a menos desde 12 de julho (data da saída de Marco Aurélio), abre espaço para empate em votações.

“A inércia do Sr. Davi Alcolumbre caracteriza-se como flagrante e indevida interferência no sadio equilíbrio entre os Poderes, na medida em que inviabiliza a concreta produção de efeitos que deve emanar do livre exercício de atribuição típica do Presidente da República”, diz a ação protocolada pelos senadores.

De acordo com relatos, Pacheco afirmou aos religiosos que o Senado “não pode seguir com esse constrangimento” e que tem que cumprir seu papel constitucional de analisar um nome indicado pelo presidente da República.

Participaram do encontro nomes como o pastor Silas Malafaia (Vitória em Cristo), o bispo Abner Ferreira (Ministério Madureira) e o apóstolo Estevam Hernandes. Os senadores Vanderlan Cardoso (PSD-GO) e Carlos Viana (PSD-MG), além do deputado Cezinha de Madureira (PSD-SP), também estiveram presentes.

FONTE/CRÉDITOS: Gazeta Brasil/ CNN/ Aliados Brasil Oficial
Comentários:

Veja também

Crie sua conta e confira as vantagens do Portal

Você pode ler matérias exclusivas, anunciar classificados e muito mais!

Envie sua mensagem, estaremos respondendo assim que possível ; )